domingo, novembro 20, 2016

As pilhas Duracell ou os caixotes da FedEx

Se tivesse que definir "qualidade" com uma fórmula matemática seria Q = T x (M + I). T de "talento"; M de "motivação" e I de "inovação". Dizia a marca italiana Pirelli numa campanha de 1998 "La potenza é nulla senza controllo". Digo eu "de nada serve o talento sem a motivação". Um talentoso motivado tem tudo para ser um "campeão". Um talentoso, desmotivado não passa de um "jeitoso". Recebi há dias um email da directora de contas mais inteligente com quem trabalhei em Portugal, que me dizia que lia sempre os meus artigos mas que gostaria que falasse menos do estado da nação e que devia escrever mais sobre novas tendências. Confidenciei-lhe que se no futuro o I-pod vai ou não precisar de fios não é coisa que me preocupe e prometi-lhe que o próximo texto seria sobre o que nos motiva. O que nos faz ganhar o milímetro extra como explicava Al Pacino no "Any Given Sunday". Eis uma possível lista:

1. O dinheiro. Vivemos Numa sociedade onde o "guito" é o principal elemento aferidor do sucesso. Por ser filho, neto e bisneto de militares não tenho por hábito discutir regras. Mas jogo segundo elas. Uma agência que me paga 5 não me pode exigir que me esforce tanto como a que me paga 15. É o "guito" que me dá as t-shirts Abercrombie e as garrafas de Taittinger. Aplica-se, portanto, o clássico "In Money i tru$t".
As pessoas falham, as ideias mudam, os números¿ não. 


2. Os iluminados do costume. Os que nos querem ver falhar. As hienas que nos esperam ver chorar quando perdermos. Em cada apresentação, em cada briefing, lembro-me deles. Quem são? Pouco importa. Sei que são muitos, aburguesados, preconceituosos, hipócritas, invejosos, mal formados e mal vestidos. Por muito que não me possam ver à frente. Nunca me vão odiar tanto a mim como eu a eles. E isso dá-me uma sensação de paz, conforto e ao mesmo tempo uma vontade de auto-superação. 

3. A pressão. O Diogo Vieira de Mello dizia recentemente numa entrevista neste jornal que "em Portugal falta o medo de perder o emprego para haver mais qualidade no trabalho final". Há uns tempos o meu chefe na TBWA chamou-me e disse - "Quando vieste aqui a Madrid, vendeste-te como o planner sénior maior da tua rua. Comprei-te como tal. Pago-te como tal e hoje mostras-me uma apresentação e uma estratégia de um gajo perfeitamente mediano. Nesta empresa há o grupo dos imprescindíveis e o dos prescindíveis. A avaliar por este documento estás claramente no segundo." Duas imagens muito motivadoras não me saíam da cabeça: o golo do Bayern na final da Champions de 87 contra o Porto e que nos obrigou dar a volta ao texto para podermos erguer a taça... e vários caixotes da FedEx (cheios da garrafas Taittinger e t-shirts da Abercrombie) com etiquetas a dizer "Destination - Portugal". A única coisa que me ocorreu dizer-lhe foi "Tudo farei para nos 2 dias que restam para a reunião, pôr tudo como deve ser e assim recuperar a tua confiança". Resposta simples: "Se melhorares a tua estratégia, a venderes internamente, depois ao cliente e se no final ele te der os parabéns, tens a minha confiança reconquistada." 

4. Dar retorno (ainda que emocional) a quem investiu em nós. Se estivesse cotado em bolsa, e é uma pena não estar, a minha avó e a minha mãe deteriam com certeza 90% das acções. O dinheiro que gastaram para que pudesse estudar nos melhores colégios e nas melhores universidades daria com certeza para comprar bonitos Cartiers em "pink gold & diamonds", litros de Chanel Nº 5 ou de chá no Haessler em Roma. Espero que não se tenham arrependido da opção. "E quanto às caixas da FedEx?", perguntarão os mais preocupados. Descansem que não são para já. As t-shirts da A&F continuam bem arrumadas no armário e as garrafas de Taittinger bem geladas no Smeg à espera de uma boa festa de Primavera com boas espanholas na minha terraza.


Miguel Bacelar, planner senior TBWA Madrid
Linda, inteligente e sensual. Com tantas qualidades não sei porque é que fui virar puta.
O que acontece a um rato quando ganha uma corrida de ratos? Nada. Continua a ser uma rato...

segunda-feira, janeiro 16, 2006

The meeting of 2 personalities is like the contact of 2 chemical substances:
If there is reaction both are transformed...

domingo, dezembro 25, 2005

Se queres resultados, não procures desculpas. Encontra soluções!

terça-feira, dezembro 20, 2005

A maior virtude é a coragem, porque ela faz com que todas as demais coisas se tornem possíveis.

segunda-feira, dezembro 05, 2005

You see things and you say "Why". But i dream things that never were and I ask "Why not"?

domingo, novembro 20, 2005


Para ter mais amanhã, precisas ser mais do que és hoje.

sexta-feira, novembro 18, 2005

O diamante não pode ser polido sem fricção, nem o homem pode ser aperfeiçoado sem desafios.

quinta-feira, novembro 10, 2005

Um dia, a rosa encontrou a couve-flor e disse:
- Que petulância te chamarem de Flor!
- Ve a tua pele áspera e a minha lisa e sedosa... O teu cheiro desagradável e meu perfume sensual e envolvente. Ve o teu corpo grosseiro e o meu delicado e elegante... Eu, sim, sou uma flor!
E a couve-flor respondeu:
- Helloooo! Querida, de que adianta seres tão linda se ninguém te come?!
E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente é forte e que
pode ir muito mais longe depois de pensar que mais nada pode.

segunda-feira, outubro 31, 2005

Success it´s a game - The more times you play the more times you win and the more times you win the more successfully you wil play.

terça-feira, outubro 25, 2005

Existem derrotas. E ninguém escapa delas. Por isso, é melhor perder alguns combates na luta pelos sonhos, do que ser derrotado sem sequer saber pelo que se luta.

quarta-feira, outubro 19, 2005

Somos livres para escolher mas prisioneiros das consequencias.

domingo, outubro 16, 2005

I have a dream...

domingo, outubro 09, 2005

O sapo e a panela

Um cientista decidiu fazer uma experiência sobre a capacidade térmica dos sapos.

Pegou em duas panelas, uma com água a ferver e outra com água fria. Colocou as duas no fogo e um sapo em cada uma.

Na primeira, com água a ferver, o sapo saltou desesperadamente para fora da panela, numa resposta imediata ao seu sistema de defesa.

Na segunda, o sapo continuou dentro da panela. Sem se dar conta de que a água estava a aquecer gradativamente, nem se mexeu. Não sentindo as mudanças à sua volta o seu organismo não respondeu às mudanças lentas de temperatura e acabou morrendo cozido.


Às vezes dá-se o mesmo comnosco! Conforma-mo-nos com a nossa zona de conforto e deixamos de tomar qualquer atitude até que somos pegos de surpresa e... Acabamos por morrer cozidos!

sexta-feira, outubro 07, 2005

São mais aqueles que desistem do que aqueles que fracassam.
H. Ford

quinta-feira, setembro 29, 2005

Alice

`Would you tell me, please, which way I ought to go
from here?´ Alice speaks to Cheshire Cat
`That depends a good deal on where you want to get to.´ said the Cat.
`I don´t much care where -´ said Alice.
`Then it doesn´t matter which way you go!´ said the Cat.
It´s in your moments of decision that your destiny is shaped.

domingo, setembro 25, 2005

Não queiras ser menos do que aquilo que és capaz!

sábado, setembro 17, 2005

É tão fácil dizer não consigo...

sábado, agosto 27, 2005

Os obstáculos são aquelas coisas que vemos quando tiramos os olhos do objectivo.

sexta-feira, julho 29, 2005

Ícaro

Por ter ajudado a filha de Minos a fugir com um amante, Dedalus provocou a ira do rei que, como punição, ordenou que Dedalus e seu filho Ícaro fossem jogados no Labirinto.

Dedalus sabia que a prisão era intransponível e que Minos controlava mar e terra, tornando-se impossível escapar.

Assim Dedalus projetou asas! Juntando penas de aves de vários tamanhos, amarrando-as com fios e fixando-as com cera para que não se descolassem.

Estando o trabalho pronto, o artista, agitando suas asas, viu-se suspenso no ar. Equipou o seu filho e ensinou-o a voar. Então, antes do vôo final, advertiu-o de que deveria voar a uma altura média, nem tão próximo do sol, para que o calor não derretesse a cera que colava as penas, nem tão perto do mar para que este não pudesse molhá-las.

Ícaro deslumbrado com a bela imagem do sol voou em sua direção, esquecendo-se das orientações de seu pai, talvez inebriado pela sensação de liberdade e poder. Então a cera de suas asas começou a derreter e logo Ícaro caiu no mar.

Quando Dedalus percebeu que seu filho não o acompanhava mais, gritou: "Ícaro, Ícaro, onde estás?".

quarta-feira, julho 27, 2005

Os Gansos

Quando se olha para o céu e se vê um grupo da gansos a voar em forma de “V”, julgamos que é bonito. Mas alguma vêz se questionou sobre o porque de eles voarem assim?

Facto 1
Á medida que o ganso bate as asas, ele cria um túnel de sustentação para a ave seguinte. Voando em formação “V” o grupo de gansos consegue voar pelo menos 71% mais, do que se voasse isoladamente.

Lição nº1
Pessoas que compartilham uma direcção e um objectivo comum assim como um sentido de cooperação em equipa chegam ao seu destino mais depressa e facilmente, porque se apoiam na confiança umas nas outras.

Facto 2
Sempre que um ganso sai da formação em “V”, ele repentinamente sente o arrasto de tentar voar sozinho, pelo que rapidamente retoma à formação para tirar vantagem do poder de sustentação que lhe é oferecido pela ave que voa à sua frente.

Lição nº2
Num grupo existe força, poder e segurança que nos são oferecidos pelos outros por irmos de encontro aos mesmos objectivos.

Facto 3
Quando o Ganso líder se cansa, ele reveza-sa indo para a traseira da formação enquanto outro ganso assume o vértice

Lição nº3
é importante que os membros de um grupo se revezem, principalmente quando se trata de trabalho árduo.

Facto 4
Os gansos que voam atrás grasnam para encorajar os do frente e manter o ritmo e a velocidade.

Lição nº4
Todos necessitamos de ser reforçados com apoio e encorajamento.

Facto 5
Quando um ganso adoece ou se fere e deixa o grupo, dois outros gansos saem da formação e seguem-no para o ajudar e proteger. Eles acompanham-no até à solução do problema e depois reiniciam a jornada a 3 ou juntam-se a outro formação de gansos, até encontrar a sua formação original.

Lição nº5
Precisamos ser mais solidários nas dificuldades.

Felizmente, existem mais gansos do que perus na vida...
Vamos procurar dar mais grasnados, encorajarmos e apoiarmo-nos uns aos outros.

sábado, julho 09, 2005

O poder do encorajamento - I

O escritor Mark Twain advertiu:
"Fique longe de pessoas que tentam diminuir as suas ambições."

As pessoas pequenas fazem sempre isso, mas as realmente grandes fazem com que sintas que te podes tornar grande. Como é que as pessoas se sentem quando estão perto de ti? Pequenas e insignificantes ou acreditam em si mesmas?

Uma experiência foi feita hà alguns anos para medir a capacidade de resistência das pessoas à dor. Psicólogos mediram quanto tempo uma pessoa poderia suportar ficar com os pés descalços dentro de um balde com gelo.... Descobriram que, para algumas pessoas, um factor tornava possível permanecerem com os pés no gelo duas vezes mais do que as outras. Podes imaginar que factor era este? Era o encorajamento!

Quando uma outra pessoa estava presente, dando suporte e encorajamento, as pessoas eram capazes de suportar a dor por muito mais tempo do que as que não contavam com este auxílio. Poucas coisas ajudam tanto uma pessoa quanto o encorajamento.

E William A. Ward revelou os seus sentimentos quando disse:
"Lisonjeie-me, e não acreditarei. Critique-me, e talvez não goste. Ignore-me, e talvez não o perdoe. Encoraje-me, e nunca o esquecerei".

terça-feira, junho 21, 2005

Simples!

E se tudo na vida fosse tão simples como a criação de um blogg... Ou será a vida no essencial ainda mais simples?!